Não devemos desistir de Eduardo Campos

Vicente Limongi Netto

Não é do meu feitio ser desrespeitoso com quem já partiu desta vida. Apenas gosto das coisas bem claras. Nesta linha, como não sou hipócrita nem cretino, estou esperando para ver a leitura que os  paladinos e sábios da imprensa vão fazer, qual a dimensão que darão ao fato, das fortes denúncias do ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, envolvendo políticos que receberam propinas, entre eles, Eduardo Campos.

Jovem e valoroso ex-governador que mereceu despedidas dignas de um monge. Cuja história política parecia inatacável. Tanto que serviu para tirar do meio-fio do esquecimento a candidata Marina Silva, outra política  também com sorriso alvejante e com profunda vocação para Madre dos Aflitos e Necessitados.

Não devemos desistir do Brasil. Muito menos continuar varrendo lixo para debaixo do tapete.

Faz sucesso na internet a “Carta ao Professor”, atribuída a Abraham Lincoln, em 1830

 

“Caro professor, meu filho terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, para cada vilão há um herói, que para cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que para cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso, faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros do céu, as flores do campo, os montes e os vales.

Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos. Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros, ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram.

Ensine-o a ouvir a todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho, ensine-o a rir quando está triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram. Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão.

Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso.

Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens.

Eu sei que estou a pedir muito, mas veja que pode fazer, caro professor.”

Abraham Lincoln, 1830

###

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – O texto nos foi encaminhado por Vicente Limongi Neto. Fomos pesquisar na internet  e descobrimos que circula também a advertência para a possibilidade desta carta não ter sido escrita por Lincoln. Bem, se o grande presidente americano não o fez, deveria ter feito. A carta é comovente. (C.N.)

Ainda sobre a entrevista de Dilma ao Jornal Nacional…

Vicente Limongi Netto

William Bonner foi inconsequente, arrogante e pretensioso, quase grosseiro e mau educado, na maior parte da entrevista do Jornal Nacional com a candidata Dilma.

Fantasiado de carrasco e patrulheiro, Bonner foi mal no quesito isenção. Primeiro, como entrevistador, Bonner se alongou demais nas perguntas. Falou tanto, pelos cotovelos, com um irritante ar de superioridade, que parecia ser ele o entrevistado. Indelicado e açodado, atravessava as respostas de Dilma, que, por sua vez, mesmo assim, não deixou nada sem resposta.

O petulante Bonner quebrou a cara. Imaginou que a presidenta ficaria intimidada com o tom agressivo, quase debochado, das perguntas do âncora do Jornal Nacional. Dilma mostrou-se tranquila e esclarecedora. Não admitiu galhofas. Nem de Bonner nem da inexpressiva Patricia Poeta. Coitada. Uma estagiária ficaria mais a vontade e teria participação menos obscura.

Ministro Toffoli: “O julgamento do mensalão levará mais 2 anos”. Até 2015, portanto. Nesse caso, o que será fato ou interpretação? A Tribuna foi o único jornal que saiu com espaços em branco, não colocava “receitas” para agradar.

Helio Fernandes

O ministro Dias Toffoli deu entrevista anteontem, que foi manchete da Folha. Assinada pelos jornalistas Fernando Rodrigues e Felipe Seligman, é longa, variada, importante, ganhou dois terços da página 4. Tratou de diversos assuntos, quase todos polêmicos, incluindo o pessoal. Mas nada disso pode ser analisado agora, existe uma prioridade zero, que os próprios autores colocaram na manchete da Primeira.

Foi a afirmação surpreendente de Dias Toffoli; “O mensalão vai levar ainda 2 anos para ser julgado”. Nenhuma dúvida, qualquer restrição ou hipótese a não ser o que está na afirmação TAXATIVA: “2 anos para o fim do julgamento”. Que ele não chama de Ação 470, rotineiramente identifica como mensalão.

Tenho dito aqui, várias vezes, “o julgamento da Ação 470 não terminará em 2013”. Portanto, isso, que para mim é praticamente certo, pode levar 6 ou 7 meses, e ultrapassará 2013. Mas se o ministro estiver correto, vai até maio ou junho de 2015.

Fiquemos então com a certeza do ministro. Abandonemos o que temos escrito, interpretações baseadas em informações ou informes confiáveis, mas não comparáveis às afirmações do ministro. Que está lá dentro, tem contatos, conversas, fala e ouve coisas que muitas vezes não chegam às ruas.

SE TOFFOLI SABE O QUE DIZ,
REVOLUÇÃO NO SUPREMO

Vejamos agora os fatos concretos e indiscutíveis que acontecerão, basta que o prazo DIVULGADO pelo ministro esteja certo. Nem examinarei o imponderável, o imprevisível, o incerto num julgamento que já devia ter acabado há muito tempo. Para facilidade do entendimento, vamos numerar os fatos, se o julgamento for até 2015.

1 – Joaquim Barbosa continuará como relator, não será mais o presidente.

2 – O presidente será Ricardo Lewandowski, com a ministra Cármen Lúcia assumindo a vice. Importantíssimo.

3 – O país já terá passado da eleição de 2014, Dona Dilma reeleita ou um novo presidente da República. Nada de maior importância, a próxima vaga do Supremo será em 2016 e outra em 2017. Bastante tarde, as previsões do ministro Toffoli vão só até 2015.

4 – Os quatro deputados que tiveram seus mandatos cassados já terão disputado as eleições de 2014. Se apesar de cassados exercem os mandatos, quem impedirá que disputem a reeleição?

5 – Se perderem, serão cassados pelo eleitor, nenhuma discussão.

6 – Mas se forem reeleitos pelo voto direto,estarão obviamente fortalecidos, o Supremo não poderá cassá-los. Na Câmara, qualquer que seja a forma de decisão, ganharão e continuarão.

7 – Renan Calheiros não será mais presidente do Senado, nem Henrique Eduardo Alves, da Câmara.

8 – Em outubro de 2014 haverá eleição para renovação da Câmara inteira, e para 27 senadores (só existe uma vaga no Senado, por Estado).

9 – Normalmente, 50 por cento não voltam, 50 por cento se reelegem. Isso é importante.

Em suma: examinei apenas os fatos que acontecerão, se o julgamento for mesmo até 2015. Toffoli deve saber o que diz. Quanto a mudanças de comportamento, redução de penas, definição do que é regime semi-aberto, como podem ser cumpridas as penas, já que não existem estabelecimentos que cumpram a lei, prisão doméstica e por aí, isso não é fato, será definido pelo debate ou pelas convicções.

FORA, BERLUSCONI

Há 5 anos, no auge das acusações sobre corrupção e imoralidade moral e sexual, Berlusconi ganhou a eleição nas 11 capitais mais importantes, incluindo Roma. Foi primeiro-ministro, fracassado como sempre, mas “engavetando” os processos contra ele.

Agora, na eleição de domingo, Berlusconi foi derrotado nas mesmas 11 cidades principais. E a derrota mais alarmante e sufocante, para ele, foi em Roma, seu partido ficou em quarto lugar.

PREFEITO DE ROMA, UM MÉDICO
ESPECIALISTA EM  TRANSPLANTE

Seu nome é Ignazio Marino, de menos de 60 anos, realizado na profissão, achou que “devia servir à coletividade”. Reforçou a posição do primeiro-ministro, dito de centro-esquerda. Como o voto não é obrigatório (quando teremos isso no Brasil?), houve  abstenção razoável. Mas a direita está em queda livre.

CORRUPÇÃO NA FRANÇA

Christine Lagarde (agora diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, o sempre contestado FMI), estava sendo investigada quando foi ministra da Economia da França. Várias vezes foi dos EUA até a França para depor na investigação.

Não se livrou da investigação, mas seu chefe de gabinete de então foi investigado, acusado e com prisão preventiva decretada. Seu nome: Stephane Richard. Ele estava envolvido na venda da Adidas, escândalo que teve enorme repercussão na época. As investigações querem descobrir quem ficou com quase 800 milhões de reais, que desapareceram.

Quando esses exemplos de corrupção oficial e conseqüente prisão preventiva chegarão ao Brasil? E o fim do voto obrigatório?

###
PS – Você está certo, Limongi, certíssimo, quando diz: “Pronto, já era esperado. Deixem o Neymar em paz. Ele é jovem, centrado, responsável. Faz o que entende nos momentos de folga e lazer. Contanto que não prejudique suas atividades de atleta profissional”.

PS2 – E termina: “Que Deus continue iluminando os passos de Neymar, que prossiga sua trajetória vitoriosa. Sempre apoiado pela família, o que é fundamental. Ficaria surpreso se Neymar não gostasse de se divertir”.

PS3 – Ricardo Sales, rigorosamente verdadeiro. Chamei de “Mobral”, porque eram rigorosamente analfabetos. Até o Augusto, zagueirão do Vasco quando era “Expresso da Vitória”, funcionava como censor. Polícia civil, foi requisitado para trabalhar na Tribuna.

PS4 – Fui dezenas de vezes chamado à Polícia Central, ficava na esquina da Tribuna. O “chefão” reclamava: “O senhor não deixa os censores tomarem café ou comer um sanduíche no restaurante do jornal”.

PS5 – Resposta: “Só dou uma cadeira para eles sentarem, para não atrasar a saída do jornal”. Ele me olhava surpreendido, mandava: “Pode se retirar, o senhor é audacioso”.

PS6 – A Tribuna foi o único jornal que não preenchia os espaços em branco. Muitos se orgulham de terem colocado receita de bolo, de comida, serviam à ditadura. Nós não, saíamos com os espaços em branco.

PS7 – Eles podiam ter fechado o jornal, tinham medo da repercussão internacional. Estrangulado o jornal financeira e publicitariamente, resistimos mais 43 anos, só fomos fechar em 2008, depois que joguei tudo que tinha, não dava mais.

PS8 – Tivemos 1005 (mil e cinco) primeiras páginas com espaços em branco. E  páginas internas, mais de SEIS MIL, da mesma forma, e centenas delas estavam INTEIRAMENTE EM BRANCO. Não cedi de maneira alguma, perdi tudo, mas resisti até o fim. E não me arrependo de maneira alguma. Fiz o que precisava fazer. Na próxima ditadura, não estarei mais aqui, mas será inevitável. Resistam.

PS9 – O dólar subiu acima de 2,156, apesar do BC entrar vendendo duas vezes. Mas Mantega deixou entrever que no seu arsenal de combate à inflação, o câmbio não será uma das armas utilizadas.

PS10 – A Bolsa continuou caindo e Eike Batista continuou vendendo. O que levou o Santander a dizer, “em 2014, Eike estará sem caixa”. Já está sem caixa. Devia estar comprando, as ações podem cair mais um pouco, mas voltarão a se recuperar. Bolsa não sobe sempre, Bolsa não desce sempre.

Reflexões sobre o Blog da Tribuna e a importância de se exercitar a utopia de um jornalismo realmente livre.

Carlos Newton

Estamos insistindo na utopia de tentar um jornalismo verdadeiro e independente, e nesse sentido apelamos aos comentaristas que evitem agressões e ofensas pessoais. Vamos trabalhar no campo das ideias, respeitando a opinião alheia.

Para nós, foi muito importância a citação de Carlos Chagas e da Tribuna da Imprensa, pelo procurador-geral Roberto Gurgel, no julgamento do Mensalão, reconhecendo que foi Chagas quem denunciou o esquema de compra de votos, em sua coluna na Tribuna, que ele continua publicando aqui no Blog. Somente seis meses depois da denúncia de Chagas é que outros jornais começaram a noticiar o assunto.

Não custa insistir na pluralidade de opiniões, até mesmo porque ninguém pode ser dono da verdade. No meu caso, jamais pensei em editar um Blog, nunca tive interesse nisso. Mas o destino nos conduz por outros caminhos, ninguém consegue direcionar a própria vida.

Lamento que Carlo Germani, Vicente Limongi e José Carlos Werneck tenham desistido do Blog, nunca mais participaram, revoltados com meu excessivo de liberalidade ao editar os comentários. Espero que eles voltem, assim como o Fernando Pawlow, que sumiu daqui para colaborar em outros sites e decidiu fazer seu próprio blog, mas de vez em quando aparece para trocar idéias comigo. Luiz Fernando Binder e Ofelia Alvarenga também estão sumidos, espero que esteja tudo bem com eles

Bem, acho que devemos continuar na utopia, moderando apenas os comentários que incluírem ofensas pessoais. E vamos em frente.

###
BALANÇO DO MÊS DE MAIO

Depois de enviar o extrato bancário e o balanço do mês aos comentaristas Carlo Germani, Luiz Fernando Binder e Martim Berto Fuchs, que funcionam com uma espécie de curadores do blog, estamos divulgando hoje a relação das contribuições recebidas em julho, lembrando que a data corresponde ao dia em que a contribuição entrou na conta, e não ao dia do depósito. Assim, se você depositou dia 31 de julho, por exemplo, pode ser que a entrada em conta só ocorra nos primeiros dias de agosto. O total foi de R$ 1.444.43.

Aproveitamos para agradecer a todos que têm conseguido contribuir para manter o blog da Tribuna, que hoje sobrevive em função de seus comentaristas, exatamente como aconteceu com o jornal Movimento nos tempos da ditadura militar. A sugestão de haver apoio dos comentaristas partiu de Carlo Germani, quando o Blog ia ser extinto, por ter perdido os patrocinadores. E logo depois Helio Fernandes decidiu parar de escrever.

Bem ou mal, estamos conseguindo ir adiante. Muito obrigado e vamos ver até quando conseguimos resistir, mantendo esse espaço livre na blogosfera da internet.

2/07/2012 000091 DEP.DINH. …….50,00
02/07/2012 101739 DEP.DINH. …..10,00
03/07/2012 030933 DEP D LOT….. 30,00
03/07/2012 031134 DEP D LOT ….100,00
03/07/2012 100011 DOC ELET …..100,00
03/07/2012 200006 DOC ELET ……50,00
04/07/2012 000997 DEP.DINH. …. 21,98
04/07/2012 041524 DEP D LOT ……20,00
04/07/2012 000005 DOC ELET .;..100,00
05/07/2012 051011 DEP D LOT ……35,00
05/07/2012 051203 DEP D LOT. …150,00
06/07/2012 268131 TRX EL TEV ….12,35
06/07/2012 061632 DEP CXAQUI.. 41,50
06/07/2012 061212 DEP D LOT ….100,00
09/07/2012 242761 DOC ELET …….20,00
10/07/2012 003782 DOC ELET …..100,00
11/07/2012 111134 DEP D LOT ……..30,00
12/07/2012 121138 DEP D LOT …….20,00
13/07/2012 098348 TRX EL TEV ….62,00
17/07/2012 048197 TRX EL TEV ….40,00
17/07/2012 171635 DEP D LOT …….30,10
25/07/2012 250954 DEP D LOT ……72,00
27/07/2012 271046 DEP D LOT ….200,00
31/07/2012 311627 DEP D LOT ……50,00

Reflexões sobre o Blog da Tribuna e a importância de se exercitar a utopia de um jornalismo realmente livre.

Carlos Newton

O número de leitores do Blog está aumentando progressivamente. Na segunda-feira da semana passada, pela primeira vez passamos de 6,3 mil acessos, na medição da consultoria americana Histats.com. Na terça, continuamos acima dos 6 mil, depois ficamos em mais de 5,5 mil na média de quarta, quinta e sexta-feira. Nada mal, porque a tendência é continuar aumentando.

Ao mesmo tempo, porém, tenho perdido amigos. Muitos não aceitam a linha editorial do Blog, que é justamente a de não ter linha editorial e abrigar todas as tendências de opiniões. É uma utopia, não há dúvida, mas não custa tentar. E estamos indo em frente dessa maneira tumultuada, sempre aumentando o número de leitores, embora eu nem possa ser considerado um bom editor, já que pouco entendo de informática e tenho muita dificuldade para fazer o Blog.

Esta semana, por exemplo, o comentarista Yuri Sanson identificou um erro de postagem que estava sumindo com as charges do Sponholz. Consegui  acertar em seguida, mas reconheço minhas limitações, por isso estou sempre pedindo ajuda. Nos últimos meses, sumiu da primeira página do Blog a relação dos chamados “seguidores”, que já eram mais de 1,3 mil, com suas fotos e tudo o mais. Tenho de dar um jeito nisso, não sei como, vou procurar ajuda.

Quanto à linha editorial, acho que não custa insistir na pluralidade de opiniões, até mesmo porque ninguém pode ser dono da verdade. No meu caso, jamais pensei em editar um Blog, nunca tive interesse nisso. Mas o destino nos conduz por caminhos tortuosos, ninguém consegue direcionar a própria vida.

Lamento que Carlo Germani, Vicente Limongi e José Carlos Werneck tenham desistido do Blog, nunca mais participaram, revoltados com meu excessivo de liberalidade ao editar os comentários. Espero que eles voltem, assim como o Fernando Pawlow, que sumiu daqui para colaborar em outros sites e decidiu fazer seu próprio blog, mas de vez em quando troca idéias comigo.

Bem, acho que devemos continuar na utopia, moderando apenas os comentários que incluírem ofensas pessoais. E vamos em frente, enquanto deixarem, como dizia Cidinha Campos quando fazia um programa de grande sucesso na Rádio Nacional. Bons tempos. Tenho saudades e orgulho de ter participado daquela iniciativa dela, que também lutava para fazer um programa livre. Eu era feliz e não sabia.

###
BALANÇO DO MÊS DE MAIO

Estamos divulgando hoje a relação das contribuições recebidas em maio, lembrando que a data corresponde ao dia em que a contribuição entrou na conta, e não ao dia do depósito. Assim, se você depositou dia 31 de maio, por exemplo, pode ser que a entrada em conta só ocorra nos primeiros dias de junho. Em maio, o total chegou a R$ 1.265,85.

Aproveitamos para agradecer a todos que têm conseguido contribuir para manter o blog da Tribuna, que hoje sobrevive em função de seus comentaristas, exatamente como aconteceu com o jornal Movimento nos tempos da ditadura militar. A sugestão de haver apoio dos comentaristas partiu de Carlo Germani, quando o Blog ia ser extinto, por ter perdido os patrocinadores. E logo depois Helio Fernandes decidiu parar de escrever.

Bem ou mal, estamos conseguindo ir adiante. Muito obrigado e vamos ver até quando conseguimos resistir, mantendo esse espaço livre na blogosfera da internet.

Data Mov. Nr. Doc. Histórico Valor
000000 SALDO ANTERIOR

0,00

02/05/2012 000091 DEP.DINH.

50,00 C

02/05/2012 265021 TRX EL TEV

12,35 C

02/05/2012 021644 DEP D LOT

35,00 C

02/05/2012 400007 DOC ELET

50,00 C

03/05/2012 002187 DEP.DINH.

100,00 C

03/05/2012 102175 DEP.DINH.

20,00 C

04/05/2012 000997 DEP.DINH.

22,82 C

04/05/2012 041112 DEP D LOT

20,00 C

04/05/2012 041635 DEP D LOT

50,00 C

04/05/2012 041736 DEP D LOT

150,00 C

04/05/2012 004463 DOC ELET

100,00 C

07/05/2012 071030 DEP D LOT

20,00 C

07/05/2012 504391 DOC ELET

30,00 C

07/05/2012 061735 CAIXA24H

retirada

10/05/2012 000000 DEB CES TA

18,00 D

15/05/2012 088148 TRX EL TEV

62,00 C

16/05/2012 002079 TRX EL TEV

40,00 C

18/05/2012 181503 DEP D LOT

30,08 C

21/05/2012 211019 DEP D LOT

20,00 C

28/05/2012 261312 DEP D LOT

72,00 C

28/05/2012 281313 DEP D LOT

30,00 C

29/05/2012 290909 DEP D LOT

200,00 C

29/05/2012 291558 DEP D LOT

20,00 C

31/05/2012 311414 DEP D LOT

31,60 C

31/05/2012 311419 DEP D LOT

50,00 C

31/05/2012 311541 DEP D LOT

32,00 C

 

 

 

Havelange, um guerreiro de 96 anos

Vicente Limongi Netto

Sem medo de exagerar creio que João Havelange é um homem notável. Hoje Havelange faz 96 anos. Sua longa existência honra o Brasil e o mundo. Uma vida de méritos e conquistas. Uniu povos e nações pelo futebol. Tornou a Fifa uma entidade poderosa, rica e respeitada. Havelange foi condecorado por reis, rainhas e presidentes. É literalmente um cidadão do mundo.

O presidente de honra da Fifa teve participação fundamental na escolha do Brasil para sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Havelange é inatacável. Perdem tempo decaídos, fracassados e ressentidos. O estado de saúde de Havelange tem melhorado bastante.

Já anda pelo quarto e se alimenta normalmente. Breve deixará o Hospital Samaritano, para alegria dos familiares e amigos. Entre eles, outro guerreiro ninja, Hélio Fernandes. Havelange e Hélio já estiveram juntos em várias copas do mundo. Com a Graça de Deus estarão novamente juntos na Copa de 2014 e nas Olimpíadas de 2016.

Carlos Lacerda faz muita falta

Vicente Limongi Netto

Hoje, 30 de abril, Carlos Frederico Werneck Lacerda faria 98 anos de idade. E o Brasil ainda se ressente do fulgor e do brilho de Carlos Lacerda.

Os oportunistas tomaram conta da vida pública. A inteligência deu lugar à hipocrisia. O cinismo ganhou do bom senso. A calhordice supera a isenção. Lacerda não permitia que os malfeitores vencessem. Carlos Lacerda quando discursava ou falava em público, amedrontava os bravateiros. Lacerda enfrentava as vestais.

Hoje, o cenário político está repleto de enganadores e demagogos. De juristas por correspondência, que fazem o jogo dos derrotados, dos invejosos e dos ressentidos. Que falta ele faz.

Adriano, o ex-craque que pouco aprendeu na vida

Vicente Limongi Netto

Pobre (?) Adriano. Meninão mimado que vai envelhecer sem compreender a verdadeira importância, lisura e ternura da vida. Tem tudo, mas joga tudo no lixo.

Afirmou ao Fantástico, a meu ver numa inútil tentativa de defender-se do mal que faz a si mesmo, que “todo jogador de futebol bebe”. Quem sabe? Pode até ser. Mas tem jogador que bebe e é campeão do mundo. Que se dedica ao clube, que não cria problemas, fora nem dentro de campo. Que é pai de família exemplar. Que não é dissimulado, muito menos complicado. Que honra a camisa da seleção e do clube com o qual tem contrato.

Dirigentes esportivos e alguns setores da imprensa que continuem insistindo com Adriano. Querem jogar dinheiro fora? Continuem passando a mão na cabeça ôca desse antigo craque.

Diplomata tarado vai escapar impune

Vicente Limongi Netto

Este diplomata iraniano tarado,  flagrado abusando de menores em Brasília, seguramente é mais um canalha com passaporte internacional que permanecerá impune no Brasil, achando graça da nossa cara e fazendo pouco caso das frouxas leis brasileiras. A meu ver, pedófilo tem que ser castrado.

Outro sujeitinho ordinário que se delicia solto e fagueiro no Brasil é o terrorista e assassino Cesare Battisti, fantasiado de santo. Com direito a fotos nos jornais. Curtindo o sol e o mar. Vai acabar cidadão benemérito do Rio de Janeiro. Francamente.

###
EMBAIXADA VÊ “CINISMO”

Em virtude da difusão de algumas inverdades levantadas sobre atitude de um diplomata da República Islâmica do Irã relacionada às algumas cidadãs brasileiras e em seguida polemizá-la com um tratamento intencional por parte de alguns veículos de comunicação, são necessários os seguintes esclarecimentos para a opinião publica brasileira:

Uma das causas mais importantes é a falta de conhecimentos sobre as virtudes e as diferenças entre as culturas e o mal entendimento e as suas consequências decorrentes que isso pode causar. Sendo nas demais sociedades estas virtudes e valores relativos, podem provocar dificuldades e uma série de incompreensão para as pessoas que estão vivendo num ambiente alienígena as suas características culturais.

Paralelamente a este tópico, o papel e uma reação midiática não propicia e provocante, pode ajudar ainda a criação do cinismo na sociedade brasileira que possui identidades culturais diferentes, introduzindo uma polêmica gratuita, sobretudo quanto fosse tendencioso politicamente.

Estimular a sensação pública, por sua vez irá desviar a atenção para que possa procurar a veracidade dos fatos e causa uma desinformação ainda maior.

Essa Missão Diplomática declara que a acusação levantada contra o diplomata iraniano é exclusivamente um mal entendimento decorrente das diferenças nos comportamentos culturais. Nesse sentido também expressamos energicamente o nosso protesto e indignação relativo ao tratamento e na maneira de como a mídia geralmente tendenciosa sobre as coisas relativas a alguns países entre eles o Irã, tem encarado com a cobertura dessa noticia, afirmando ainda que a transmissão do assunto, se demonstra nitidamente um comportamento intencional, propositado e imparcial.

Embaixada da República Islâmica do Irã no Brasil

Uma conversa alegre e emocionante com Helio Fernandes

Vicente Limongi Netto

Foi com alegria que ontem recebi telefonema do nosso Helio Fernandes. Agradeceu as notas que fiz em diversos espaços, exaltando Millôr. Conversamos bastante, colocamos os assuntos em dia, conversa essencialmente particular, com lembranças dos nossos filhos.

Helio sempre perguntando pela minha filha Joana, torcendo pelo sucesso dela, onde estiver, trilhando o caminho que escolher. Evidente que Helio não esconde a imensa tristeza que tomou conta da sua vida e de dona Rosinha nos últimos meses, com a perda de dois filhos, Rodolfo e Helinho e o irmão dele, Millôr.

Quem sofre tanto assim, no coração e na alma, realmente precisa ser forte. Tem que ser cidadão forjado em lutas e batalhas memoráveis. Como é o caso de Helio Fernandes. Nesta linha, reiterei a Hélio que resista, que permaneça cada vez mais vivo e atuante entre nós.

 

Demóstenes não terá perdão. Podem apostar.

Vicente Limongi Netto

Quem nunca fez uma fezinha no jogo do bicho que atire a primeira pedra. A começar por mim. Fiz e faço. “Banqueiros” do bicho ganham fortunas. Até mesmo os menos ousados, ou os mais acomodados. Não é novidade para ninguém que bicheiros ajudam o maior e o melhor carnaval do mundo, o do Rio de Janeiro.

Também é sabido que fazem caridade nas favelas e em instituições filantrópicas. Alguns bicheiros se vestem de papai-noel e distribuem brinquedos para crianças carentes. Centenas deles atuam com desembaraço nas eleições brasileiras.

Duvido que algum candidato a cargo politico faça distinção entre doação de banqueiro verdadeiro para banqueiro com aspas. Não existe dinheiro amaldiçoado, mas, sim, dinheiro mal empregado. Só mesmo na cabeça ôca dos hipócritas.

Não pretendo defender o agora mais famoso contraventor brasileiro, o Carlinhos Cachoeira. Deixo a árdua missão para o advogado dele, Márcio Thomaz Bastos, que seguramente vai engordar mais ainda o cofre. A diferença agora, diante de todo este escarcéu, é que ficou provado que Cachoeira extrapolou. Ficou guloso e arrogante demais.

Desgraçou a carreira política do senador Demóstens Torres. Não sei se ingênuos, idiotas ou precipitados, permitiram que a Polícia Federal gravasse e divulgasse perto de 300 ligações entre eles. Ou seja, politico inteligente e sagaz, conversa com bicheiro na arquibancada lotada de um Fla-Flu ou embaixo de alguma cachoeira. Nem mais o “orelhão” merece confiança.

A vestal Demóstenes caiu no ardil e lascou-se. Como é critico feroz do governo federal e foi estúpido com muitos colegas importantes, ao ponto de fazer piadinhas infames contra o próprio Legislativo, pagará caro. O jogo político é duro e implacável. Só os fortes resistem e vencem. Demóstenes não terá perdão. Está frito.

Dilma faz paródia dos versos de Drummond, mas a estratégia está errada

Vicente Limongi Netto

Na disputa pela presidência do Senado e do Congresso, a chefe da Nação faz paródia dos versos de Drummond: “Dilma prefere Lobão/não quer Renan/ Lobão deseja voltar ao governo do Maranhão/ Renan prefere ficar calado”.

A meu ver, não é de bom tom Dilma insistir em medir forças com sua própria base de apoio político. Diz a estória infantil que nem sempre o lobo mau leva vantagem com o Chapeuzinho Vermelho. E a vovozinha continua na moita.

Que fique claro para Dilma e seus sábios auxiliares: nunca o Palácio do Planalto se intrometeu nas eleições para a Mesa Diretora do Senado. O governo geralmente mete a colher na disputa pelo comando da Câmara Federal. Jamais na Câmara Alta.

No Senado a regra democrática do jogo é uma só: ganha a presidência o partido com maior número de senadores e os demais cargos da mesa são distribuídos civilizadamente entre os demais partidos.

Portanto, Dilma, pegue leve. O apressado come cru. Quando come.

Políticos são personagens de Chico Anysio

Vicente Limongi Netto

Chico Anysio vai permanecer no imaginário popular por muito tempo. A diversão é escolher figuras políticas como personagens eternizados pelo humorista.

Assim, Eduardo Braga é Justo Veríssimo, Paulo Bernardo torna-se Bozó, Guido Mantega o professor Raimundo, Arlindo Chinaglia é um perfeito Pedro Bó e o vice Michel Temer é Rolando Lero.

Nesta linha, a ministra Ideli Salvatti anda preocupada. Imagina Dilma, com a ternura que lhe é peculiar e habitual, incorporando o Nazareno e exclamando para sua bela e doce auxiliar: “Calladdaaa!”

Paulo Bernardo é melhor do que Ideli Salvatti

Vicente Limongi Netto

É uma boa, ótima troca, Paulo Bernardo para o lugar de Ideli Salvatti. A ex-senadora só causa problemas para o governo, para Dilma na Secretaria de Relações Institucionais, complicando, azedando mais ainda as relações do Palácio do Planalto com o Congresso.

Dilma teria boa chance, com Paulo Bernardo, de reatar o namoro politico com a base de apoio. Deslocaria um novo politico para o ministério das Comunicações, agradaria insatisfeitos e estancaria, por enquanto, a revolta entre deputados e senadores que defendem Dilma, mas estão desanimados em seguir viagem com a presidenta.

E ficará dificil para Dilma enfrentar chuvas e trovoadas politicas sem boa e firme tropa de choque.

Um dia de tristeza: morre Chico Anysio, aos 80 anos

Chico Anysio morreu nesta sexta-feira aos 80 anos, depois de sofrer uma parada cardíaca. Os médicos tentaram reanimá-lo, sem sucesso.  

Chico já apresentava diversos problemas de saúde. Em agosto de 2010, depois de retirar parte do intestino grosso, ele foi diagnosticado com pneumonia, mesmo motivo que o levou ao hospital no ano anterior.

Posteriormente, o comediante foi submetido a uma angioplastia, procedimento realizado para desobstruir artérias. Durante o pós-operatório, ele teve problemas cardiorrespiratórios, que resultaram em uma internação de três meses.

Ele estava internado no Hospital Samaritano, na Zona Sul do Rio, havia três meses e apresentava um quadro de infecção pulmonar. Na quarta-feira, o humorista sofreu uma piora e voltou a respirar com a ajuda de aparelhos. Na quinta-feira, à tarde, ele foi submetido a um processo de drenagem torácica, para remoção de um hematoma pleural.

(Transcrito do site Yahoo)

###
UM SER HUMANO COMPLETO

Vicente Limongi Netto

Chico Anisio deixará saudades em todos os nossos corações. Mestre do humor competente, qualificado e realmente engraçado. Sabemos que a vontade de Deus é soberana, mas é triste quando parte para outro plano da vida um ser humano completo, profissional inigualável e inatacável como Chico Anisio.

Deus leva um craque no que fazia, como Chico. Ao contrário de muitos que por aqui ficaram, que não aprenderam com o cearense Chico, que preferem trilhar o melancólico caminho do pseudo humor, moleques e irresponsáveis que ofendem os outros com piadas infames e sem graça. E ainda ganham fortunas. 
 

Limongi abre o coração e deseja Feliz Natal até a quem ele odeia

Vicente Limongi Netto

Não adianta. É chover no molhado. Mas não custa tentar. Ano que vem começa tudo de novo. Abro meus braços, estendo minhas mãos, exortando esperança e saúde para todos. Até mesmo para os que furam filas, não respeitam idosos e não sabem dizer obrigado ou pedir por favor.

Também quero que Deus ilumine os maus motoristas e pedestres imprudentes e apressados que não sabem atravessar a faixa corretamente. Na mesma linha dirijo minhas preces aos irresponsáveis que deixam o carro freado atrapalhando outros veículos e somem no mundo.

Igualmente desejo sucesso no ano novo para os que desrespeitam vagas para deficientes fisicos. Não posso deixar de desejar saúde e paz para os que dirigem comendo, fumando ou falando ao celular. Por fim, desejo felicidades aos que passeiam com cachorros sem carregar sacos plásticos para recolher a porcariada deixada no caminho.

Limongi faz homenagem a Helio Fernandes no Dia dos Pais

Vicente Limongi Netto

Faço questão de lembrar e exaltar o nome de Helio Fernandes, neste domingo radiante e especial dos pais. Saudando o amigo e mestre Helio Fernandes estou seguramente homenageando todos os pais. Meu pai, o querido Andréa, já foi para o céu. Amigo e admirador de Helio, meu velho aplaude e concorda com minha iniciativa. Abrirá champanhe com as estrelas.

Lembrei-me de Helio Fernandes porque, além de profissional competente e respeitado, é pai zeloso, atencioso, presente, solidário e amigo. Como todos nós que também somos pais, Helio tem orgulho de seus filhos. Preocupa-se com eles, vive com eles eternamente. Em todos os momentos e circunstãncias. Abraços carinhosos para os pais, sobretudo para Helio, certo de que Deus continuará lhe dando forças para jamais deixar de lutar. De ter prazer pela vida. De resistir como sempre fez, com galhardia, firmeza e coragem aos ataques dos covardes, às  deslealdades dos fracassados, a inveja dos hipócritas e as mentiras dos falsos amigos.

***
DIA DOS PAIS

Paulo Peres

Festejai, pai material,
Este dia especial.
Receba o carinho celestial
– Família, luz e amor –
Através à bênção do Pai Maior,
O Nosso Deus-Pai Espiritual

Conversa com Limongi, que ataca Serra e defende Dilma, Collor e Sarney

Vicente Limongi Netto: “Saída torpe, injusta e burra de um irritado Serra, quando é acuado por Dilma nos debates, é dizer que a candidata petista tem como aliados Collor e Sarney. E daí, cara pálida? Serra não é melhor ou superior em nada aos dois ex-presidentes. E ainda vem exortar união, paz e amor. Como muitos adversários de Lula e Dilma, Serra é movido por ressentimento e rancor.
Jamais pode ser esquecido, é preciso reiterar sempre para os esquecidos e magoados, que foi Collor quem abriu a economia brasileira ao mercado internacional. Sarney, por sua vez, foi o chefe da Nação que redemocratizou o país. Ambos são senadores, eleitos pelo povo, merecem respeito daqueles que, realmente, sem hipocrisia e patrulhamento, desejam fazer política com grandeza e espírito público. No debate de domingo, mais uma vez Dilma mostrou que conhece os problemas que afligem a população e tem competência para resolvê-los. Outra bobagem de Serra que já cansou: insistir em desqualificar Dilma.”

Comentário de Helio Fernandes:
É bom quando alguém defende suas idéias, e as coloca em público, sujeitando-as à controvérsia. Isso é ótimo. Você deve ter aprendido com sua mãe, Dona Acir, atuante e atenta aos 94 anos. Por favor, dê um beijo nela, com todo carinho.

Dando a Limongi o direito de dizer o que pensa, civilizadamente

Vicente Limongi Netto: “Seguramente, a meu ver, Dilma é melhor candidata do que Serra. Os milhões de votos que separaram Dilma de Serra, obtidos no primeiro turno, significam estrondosa vantagem da candidata petista que não podem ser desprezados. Além disso, a vitória de Dilma significará o coroamento do êxito do governo Lula”.

Comentário de Helio Fernandes:
Limongi, qualquer um que escreve aqui, civilizadamente, tem direito à opinião. Você, depois de 30 anos de amizade e respeito, nem se fala. mas tenho que colocar a respeitadíssima afirmação de Voltaire: “Não concordo com uma só palavra do que dizeis, mas lutarei até a morte pelo vosso direito de dizê-lo”.